Flor-de-lis: benefícios e propriedades medicinais

A flor-de-lis (Iris versicolor) é uma planta medicinal também popularmente conhecida como íris, íris-selvagem, fleur-de-lis (francês) e blue lily (inglês). Pertence à família das Iridáceas. Seu nome, que significa arco-íris e possui origem francesa. Segundo a área da homeopatia, essa nomenclatura se deve por conta da ligação da planta com o céu e a terra.

Benefícios da flor-de-lis

Originária da Costa Leste dos Eua e muito conhecida e utilizada na medicina homeopática e alternativa, a flor-de-lis é utilizada, principalmente, para o tratamento de constipação, também conhecida como prisão de ventre. Além disso, também é utilizada na para melhorar distúrbios causados na pele, bem como na limpeza do sangue. Diversos estudos mostram que as folhas e raízes da planta também podem ser utilizadas no tratamento de doenças de pele como a eczema, psoríase e acne, bem como infecções causadas pelo microrganismo estafilococos.

Dentro da medicina natural, as partes utilizadas são os rizomas secos, devido à grande quantidade de propriedades medicinais encontradas nessas partes em específico. Suas propriedades são as mais variadas, servindo como um anti-inflamatório natural, mas, também, como tônico, diurético, estimulante, laxante, catártico purgante. Por conta disso, é extremante popular dentro da homeopatia. Pode ser usada para o tratamento de enxaquecas, por meio de compressas mornas ou quentes.

Contraindicações e efeitos colaterais da flor-de-lis

Apesar de benéfica, a flor-de-lis precisa ser utilizada com cuidado. O ideal é usar sempre a raiz seca da planta, e apenas em quantidades moderadas. Isso porque, in natura, ou seja, de forma fresca, ela pode causar problemas de pele, como a dermatite. Além disso, a ingestão de grandes quantidades da substância pode gerar uma série de reações alérgicas no paciente, tais como, neuralgia facial e náuseas. Por conta disso, é muito importante consultar um especialista antes de começar a usar a planta para o tratamento de distúrbios.

História e curiosidades

Por conta da sua beleza, a flor-de-lis se tornou um símbolo universal, sendo, inclusive, utilizada no escudo dos escoteiros (cada pétala da flor representa um dos pilares que sustentam o movimento). Além disso, também é muito utilizada para fins ornamentais, por conta da sua coloração diferenciada e sua elegância.

A planta é um símbolo de pureza e inocência, mas, também, do poder de reais. Não é à toa que foi adotada pela realeza francesa e se mantem até hoje como um sinal extraoficial da França. A flor-de-lis é extremamente popular dentro da literatura, sendo mais conhecida por aparecer em clássicos como Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas, e best-sellers como O Código Da Vinci, de Dan Brown. Dentro do cinema, também usada como símbolo para representar segredos e organizações secretas.

Referências:
Grieve, Maud. A modern herbal: the medicinal, culinary, cosmetic and economic properties, cultivation and folk-lore of herbs, grasses, fungi, shrubs, & trees with all their modern scientific uses. Vol. 2. Courier Corporation, 1971.
Danno, Karine, et al. “Homeopathic treatment of migraine in children: results of a prospective, multicenter, observational study.” The journal of Alternative and Complementary medicine 19.2 (2013): 119-123.
Flor de Lis. Iris versicolor. Plantas que Curam.

Comentários

Comentar