Hoodia gordonii: efeitos para inibir o apetite

A Hoodia gordonii é um cacto medicinal utilizado como suplemento natural em dietas para perda de peso, vez que funciona como um poderoso inibidor de apetite.

Efeitos da Hoodia gordonii

A hoodia é livre de cafeína e trabalha basicamente imitando o efeito que a glicose tem nas células nervosas no cérebro, transmitindo sensação de saciedade e diminuindo o apetite. Muitos dos pacientes nos EUA e Europa que usaram a hoodia não apresentaram efeitos colaterais como estresse ou fadiga, geralmente associados a dietas de baixa caloria. Tais fatos causaram uma corrida nas lojas nos últimos anos para comprar Hoodia gordonii. No Brasil, por determinação da Anvisa, desde 2007 está proibida a manipulação de todos os medicamentos à base de Hoodia gordonii.

O produto é um extrato vegetal, originário da África, que tem sido utilizado popularmente como inibidor de fome e sede, mas não possui registro na Anvisa. Os estudos científicos a que foi submetida a substância Hoodia gordonii não constataram sua eficácia e segurança. Por isso, o produto não possui registro como medicamento em nenhum país do mundo. Não há como assegurar a ação do produto, tampouco a ausência de riscos para quem consumir o vegetal”¹.

Contraindicações e efeitos colaterais da Hoodia gordonii

Apesar de preliminares, pesquisas realizadas em cobaias ratos pela Brown University não detectaram efeitos colaterais perigosos decorrentes do consumo da Hoodia gordonii e constataram que os glicosídeos (substâncias que dissolvidas em água produzem açúcar) presentes na hoodia afetam as células nervosas do hipotálamo que são responsáveis pela monitorização dos níveis de glicose no sangue. Tais níveis fazem com que o cérebro envie um sinal para o corpo de que não sente fome. Na pesquisa também não foi detectada níveis de toxicidade na planta.

História e curiosidades

A Hoodia gordonii é um cacto suculento que cresce naturalmente no deserto do Kalahari, localizado no norte da África do Sul. Durante séculos, nativos africanos da tribo bosquímanos mastigaram a Hoodia para suprimir a fome e a sede e fornecer energia vital durante caçadas e longas viagens pelo deserto. O sol, ambiente e clima do deserto do Kalahari são características essenciais para o crescimento da Hoodia gordonii.

Em 2002, a tribo San foi reconhecida pelo Conselho Sul-Africano de Pesquisa Científica e Industrial (CSIR) como pioneira na descoberta das propriedades da Hoodia e atualmente recebe porcentagem dos lucros da produção dos laboratórios responsáveis, Phytopharm e Pfizer.

Referências:
van Heerden, Fanie R. “Hoodia gordonii: a natural appetite suppressant.” Journal of ethnopharmacology 119.3 (2008): 434-437.
¹ ANVISA

Comentários

Comentar