Medicina natural e ayurveda

Os nativos de diferentes localizações geográficas há muito utilizavam ervas in natura e extratos de plantas medicinais isoladamente ou em conjunto para prevenir e curar doenças e enfermidades. A medicina natural, também chamada de medicina alternativa e popular, geralmente se identifica em diferentes escolas de pesquisa no que diz respeito à história desses tratamentos.

Medicina natural

Os medicamentos baseados na cultura grega, romana e medieval (utilizadas pelas escolas de pensamento ocidental) e a ayurveda (influenciada pela cultura da Índia e pela tradição milenar chinesa) estão muito presentes no cotidiano de muitas pessoas. Curiosamente, essas diferentes escolas e culturas apresentam mais características comuns do que diferenças com relação ao uso de plantas medicinais. Embora seja muito utilizado o termo “ervas medicinais”, vários outros conteúdos orgânicos são utilizados, incluindo cascas, flores, óleos essenciais e outros compostos.

A maioria dos remédios são botânicos. Usados sozinhos ou em conjunto, o número de ervas com propriedades medicinais é impressionante, sendo que cada vez mais são encorajadas novas pesquisas e estudos sobre o assunto. Todas essas escolas de pensamento incluíram aspectos filosóficos e espirituais, que foram utilizados juntamente com o conhecimento empírico e científico que existia na época. Sendo a comprovação científica à respeito da eficácia sendo discutida ou não, fato é que mais de um terço das pessoas já fizeram uso de terapias alternativas.

Organização Mundial da Saúde (OMS)

No documento intitulado General Guidelines for Methodologies on Research and Evaluation of Traditional Medicine (Diretrizes Gerais para Metodologias de Pesquisa e Avaliação da Medicina Tradicional), publicado em 2000 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a medicina complementar e alternativa foram definidas como um conjunto amplo de práticas de cuidados de saúde que não fazem parte da tradição daquele país e são não integrados no sistema de saúde dominante.

A expressão também se refere a uma gama diversificada de produtos relacionados e não relacionados, teorias, práticas e produtos com alguma evidência biologicamente plausível, às práticas e teorias que são diretamente contraditas pela ciência básica ou provas claras e produtos naturais que foram comprovados serem conclusivamente ineficazes ou até mesmo tóxicos e perigosos.

Os termos medicina alternativa, complementar, integrativa, holística, natural, não-ortodoxa, não-convencional, dentre outros, são usados alternadamente como tendo o mesmo significado e são quase sinônimos em alguns contextos, mas pode ter significados diferentes em alguns casos raros.

Ayurveda

O termo ayurveda se traduz como “conhecimento da vida”. Datada por volta de 6000 anos atrás, a medicina aiurvédica foi utilizada não só apenas com plantas medicinais, mas também com algumas das primeiras cirurgias e técnicas de inoculação. Ao longo dos anos passou a tratar a causa da doença, que inicialmente se baseava na prevenção de doenças por meio do fortalecimento do sistema imunológico.

É um sistema de saúde que tem como pilar a individualização do tratamento através do diagnóstico do desequilíbrio do paciente, concentrando e fornecer aconselhamento e orientação específica sobre como manter a saúde física e emocional. A medicina indiana é baseada no princípio dos três doshas (tridoshas), que são as energias que compões cada indivíduo e são responsáveis por diferentes funções fisiológicas no corpo.

Doshas

Cada pessoa possui todos os três doshas, ​​mas geralmente um ou dois dominam. Várias proporções de cada dosha determinam os traços fisiológicos e característicos da personalidade de cada pessoa, bem como os gostos e desgostos gerais.

  • Vata Dosha – energia que controla as funções corporais associadas com o movimento, incluindo a circulação sanguínea, respiração, e os batimentos cardíacos. Quando está em equilíbrio proporciona criatividade e vitalidade. Já em desacordo pode causar medo e ansiedade.
  • Pitta Dosha – energia que controla os sistemas metabólicos do corpo, incluindo a digestão, absorção, nutrição e temperatura corporal. Quando está funciona bem, estimula a inteligência e felicidade, contudo, quando está desequilibrado, pode causar úlceras e sensação de raiva.
  • Kapha Dosha – energia que controla o crescimento no corpo. Fornece água para todas as partes do corpo, hidrata a pele e mantém o sistema imunológico, além de estimular sentimentos de amor e perdão. Quando não está regulado, pode levar à inveja e insegurança.

Para a medicina aiurvédica, é necessário equilibrar as três essências existentes dentro do corpo. Dieta apropriada, exercícios físicos e estilo de vida saudáveis podem criar um equilíbrio entre essas três essências sutis, assegurando uma vida longa.

Referências:
Xiaorui Zhang. “Traditional Medicines: Definitions”. WHO website. Medicines. World Health Organization. Archived from the original on 2013-09-27. Retrieved 2012-11-11. Extracted from WHO 2000.
General Guidelines for Methodologies on Research and Evaluation of Traditional Medicine (PDF). WHO/EDM/TRM/2001.1. Geneva: World Health Organization (WHO). 2000. This document is not a formal publication of the WHO. The views expressed in documents by named authors are solely the responsibility of those authors. (Organização Mundial da Saúde).
Ayurveda & Dosha Types for Beginners. Nadya Andreeva.
Associação Brasileira de Ayurveda.

Comentários

Comentar