Melaleuca: benefícios e propriedades medicinais

A melaleuca (Melaleuca alternifolia) é uma planta medicinal também conhecida como árvore-de-melaleuca, árvore-do-chá e tea tree (inglês). Inclui os sinônimos botânicos M. cajuputi, M. leucadendrosis, M. viridiflora, M. quinquenervia (niaouli) e cerca de outras 150 espécies. Pertence à família Myrtaceae.

Benefícios da melaleuca

A melaleuca é amplamente utilizada pelos nativos de algumas regiões da Austrália há mais de cem anos. O cultivo de sua árvore ocorre facilmente em regiões de clima tropical e uma grande característica da “árvore-do-chá” diz respeito à facilidade de extração de óleo de suas folhas, cuja substância é empregada em grande variedade de produtos. A melaleuca possui em sua composição quantidades significativas de vitaminas essenciais para a saúde e cerca de 100 compostos, alguns deles não encontrados até o momento em outros elementos da natureza.

Sua popularidade se tornou ainda maior quando em 1990 pesquisadores do curso de biomedicina da Universidade da Austrália Ocidental realizaram inúmeros experimentos a fim de investigar os benefícios do óleo de melaleuca para o organismo. Comprovou-se então, que o óleo essencial da tea tree é dotado de propriedades antibacterianas, antifúngicas e anti-inflamatórias, constituindo-se em um excelente fitoterápico.

Vitaminas e nutrientes da melaleuca

Um dos compostos encontrados na melaleuca é a vitamina D, agente importante para o sistema imunológico e para a saúde dos ossos. O corpo humano produz a vitamina D quando exposto aos raios UVA e UVB, sejam eles provenientes da luz solar ou artificial. Contudo, é essencial complementar os níveis de vitamina D no organismo, e a melaleuca se tornou eficaz nesta tarefa.

Em sua composição, também é possível encontrar vitamina C, caracterizada como um agente antioxidante eficaz no combate aos radicais livres que danificam a atividade celular. Além destas, todas as demais propriedades medicinais a transformam em um poderoso antiviral, antisséptico, bactericida, antibiótico, cicatrizante, fungicida e expectorante.

Benefícios do óleo de melaleuca

O óleo essencial da melaleuca é destilado das suas estreitas folhas verdes brilhantes. É usado como remédio natural na medicina alternativa para todos os fins de infecções respiratórias, agindo como um agente anti-infeccioso e estimulando fortemente o próprio sistema imunológico do organismo.

O óleo essencial é usado interiormente em doses minuciosas, normalmente uma ou duas gotas em um copo de água diariamente para tratar candidíase ou cistite. Empregado em forma de pastilhas para resfriados e infecções de garganta. O líquido para limpeza bucal ou gargarejo é indicado para dores de garganta. O óleo é aplicado diretamente em acnes, pé-de-atleta, feridas, febre, queimaduras, herpes, picadas de inseto, picadas de abelha, lombriga e verrugas. O shampoo de melaleuca pode combater piolhos no couro cabeludo. O óleo inalado pode tratar infecções respiratórias e prevenir a expansão de infecções. Aplicada à pele antes da terapia de radiação, pode reduzir os níveis de queimação da pele.

A melaleuca é composta basicamente de óleo essencial (terpineno, gama-terpineno, alfa-terpineno e cineol). O padrão do óleo é composto de cerca de 30 por cento de terpineno e menos de 15 por cento de cineol. Tal equilíbrio torna o óleo da tea tree muito menos irritante do que outros óleos essenciais como o eucalipto, além de ser agir bem quando combinado com outros óleos, tais como lavanda, alecrim e noz-moscada

Combate problemas respiratórios

A constipação nasal provocada por gripes, resfriados e renite pode ser facilmente combatida através do uso da melaleuca, que também é eficaz nos demais sintomas destas enfermidades, como dores de ouvido, infecções na garganta e tosse. Além disso, é altamente indicada para pacientes que sofrem de asma, bronquite, sinusite e tuberculose. Nestes casos, o uso ideal da melaleuca consiste em aplicar algumas gotas do seu óleo em uma toalha quente e mantê-la próxima ao nariz a fim de inspirar uma pequena quantidade da substância.

Variedades da melaleuca: niaoli e cajeput

A niaouli (Melaleuca quinquenervia) é muito semelhante à Melaleuca alternifolia com relação as suas propriedades antissépticas, contudo, é mais suave e possui aroma frutado. Os óleos da niaouli possuem poderosos efeitos estimulantes e proporcionam energia ao corpo.

O cajeput (Melaleuca leucadendrosis) é irritante para a pele, sendo menos indicado para uso externo. Na Birmânia, o óleo de cajeput é misturado com cânfora para o tratamento da gota. Na região da Península da Indochina, o óleo é aplicado em dores de artrite e reumatismo, enquanto a inalação auxilia no tratamento de resfriados e rinite. Indonésios aplicam o óleo de cajeput externamente para queimaduras, cólicas, cólica, dor de ouvido, dor de cabeça, dor, doenças de pele e dor de dente.

Contraindicações e efeitos colaterais da melaleuca

Assim como todos os medicamentos, sejam eles fitoterápicos ou alopáticos, é possível que ocorram efeitos colaterais em alguns pacientes. Os efeitos já registrados incluem reações alérgicas, alterações hormonais, irritações cutâneas e sintomas gastrointestinais.

As reações alérgicas ocorrem com maior frequência em indivíduos que apresentam alergia ao cravo, ao eucalipto, a goiaba ou a pimenta, pois são considerados da mesma família de plantas. Quando isto ocorre, o paciente apresenta crises de urticária, erupções cutâneas, diarreias e inchaço.

História e curiosidades

Nativa da Austrália, a melaleuca é um remédio tradicional aborígene. O capitão James Cook conduziu uma expedição de navegação na qual usou as folhas da árvore como chá, razão pela qual a planta é mundialmente conhecida como árvore do chá (tea tree, em inglês).

Durante a Segunda Guerra Mundial, o óleo de melaleuca era usada por soldados australianos como desinfetante. O nome de gênero, Melaleuca, é de origem grega e significa “preto e branco”, em razão da cor do tronco de uma das principais espécies.

Referências:
Carson, C. F., K. A. Hammer, and T. V. Riley. “M. alternifolia (tea tree) oil: a review of antimicrobial and other medicinal properties.” Clinical microbiology reviews 19.1 (2006): 50-62.
Drugs.com: Tea Tree Oil
About Melale.uca Vitamins. Livestrong.
Negative Effects of Tea Tree Oil. Livestrong.
U.S. Department of Health and Human Services: Lavender and Tea Tree Oils May Cause Breast Growth in Boys

Comentários

4 Comentários

  1. oi, moro no interior de São Paulo, e gotaria muito de saber onde encontro essa erva pra vender,pois meus pais tem mais de 80 anos e tem muito problemas de saúde relacionada a eczema,sinusite, reumatismo,artrose,diabete,seria muito bom se tivéssemos acesso a melaleuca só não sei o espécie,por ter várias poderia me ajudar
    Moramos em São José dos Campos
    obrigada!

  2. Messias Ferreira

    Seria prazeiroso que se alguém conhecesse esta planta com outro nome esclarecesse aos demais leitores que, assim como eu, tomariam maior conhecimento com a mesma.

  3. Maria Lúcia

    Boa tsrde…
    gostaria de informações onde encontro o óleo de Melaleuca..moro no Rio de Janeiero.Se puder me ajudar , agradeço.
    abraços
    Lúcia

  4. Merieli

    Bom dia,
    estou fazendo meu trabalho de conclusão da faculdade sobre o óleo de melaleuca e estou fazendo citações do site de vocês e gostaria, se possível, saber quem foi autor deste artigo, para assim complementar minha pesquisa.
    Obrigada pela atenção
    Merieli Jacobs

    Réplica – Informações adicionais foram enviadas por e-mail. Att.

Comentar