Árvore-do-chá - Melaleuca alternifolia

Tea tree – Melaleuca alternifolia

A melaleuca (Melaleuca alternifolia) é uma planta medicinal também conhecida como árvore-de-melaleuca, árvore-do-chá e tea tree (inglês). Inclui os sinônimos botânicos Melaleuca cajuputi, Melaleuca leucadendrosis, Melaleuca viridiflora, Melaleuca quinquenervia (niaouli) e cerca de outras 150 espécies. Pertence a família Myrtaceae.

Benefícios da melaleuca

Apesar de ter se tornado popular nas últimas décadas, a melaleuca vem sendo amplamente utilizada pelos nativos de algumas regiões da Austrália há aproximadamente cem anos.

O cultivo de sua árvore ocorre facilmente em regiões de clima tropical e uma grande característica da “árvore-do-chá” diz respeito à facilidade de extração de óleo de suas folhas, cuja substância é empregada em grande variedade de produtos.

Sua popularidade se tornou ainda maior quando em 1990 pesquisadores do curso de biomedicina da Universidade da Austrália Ocidental realizaram inúmeros experimentos a fim de investigar os benefícios do óleo de melaleuca para o organismo. Comprovou-se então, que o óleo essencial da tea tree é dotado de propriedades antibacterianas, antifúngicas e anti-inflamatórias, constituindo-se em um excelente fitoterápico.

Vitaminas e nutrientes da melaleuca

A melaleuca possui em sua composição quantidades significativas de vitaminas essenciais para o funcionamento correto do organismo. São cerca de 100 compostos, alguns deles não encontrados até o momento em outros elementos da natureza.

Neste sentido, uma dos compostos encontrados na melaleuca é a vitamina D, agente importante para o sistema imunológico e para a saúde dos ossos. O corpo humano produz a vitamina D quando exposto aos raios UVA e UVB, sejam eles provenientes da luz solar ou artificial. Contudo, é essencial complementar os níveis de vitamina D no organismo, e a melaleuca se tornou eficaz nesta tarefa.

Também é possível encontrar vitamina C em sua composição. A vitamina C é caracterizada como um agente antioxidante eficaz no combate aos radicais livres que danificam a atividade celular.

Além destas, todas as demais propriedades medicinais que constituem a melaleuca a transformam em uma substância poderosa como antiviral, antisséptica, bactericida, antibiótica, cicatrizante, fungicida e expectorante.

Benefícios do óleo de melaleuca

O óleo essencial da melaleuca é destilado das suas estreitas folhas verdes brilhantes. É usado como remédio natural na medicina alternativa para todos os fins de infecções respiratórias, agindo como um agente anti-infeccioso e estimulando fortemente o próprio sistema imunológico do organismo.

O óleo essencial da melaleuca é usado interiormente em doses minuciosas, normalmente uma ou duas gotas em um copo de água diariamente para tratar candidíase ou cistite. Empregado em forma de pastilhas para resfriados e infecções de garganta. O líquido para limpeza bucal ou gargarejo é indicado para dores de garganta. O óleo é aplicado diretamente em acnes, pé-de-atleta, feridas, febre, queimaduras, herpes, picadas de inseto, picadas de abelha, lombriga e verrugas. O xampu de melaleuca pode combater piolhos no couro cabeludo. O óleo inalado pode tratar infecções respiratórias e prevenir a expansão de infecções. Aplicada à pele antes da terapia de radiação, pode reduzir os níveis de queimação da pele.

A melaleuca é composta basicamente de óleo essencial (terpineno, gama-terpineno, alfa-terpineno e cineol). O padrão do óleo é composto de cerca de 30 por cento de terpineno e menos de 15 por cento de cineol. Tal equilíbrio torna o óleo da tea tree muito menos irritante do que outros óleos essenciais como o eucalipto, além de ser agir bem quando combinado com outros óleos, tais como lavanda, alecrim e noz-moscada.

Variedades da melaleuca: niaoli e cajeput

A niaouli (Melaleuca quinquenervia) é muito semelhante à Melaleuca alternifolia com relação as suas propriedades antissépticas, contudo, é mais suave e possui aroma frutado. Os óleos da niaouli possuem poderosos efeitos estimulantes e proporcionam energia ao corpo.

O cajeput (Melaleuca leucadendrosis) é irritante para a pele, sendo menos indicado para uso externo. Na Birmânia, o óleo de cajeput é misturado com cânfora para o tratamento da gota. Na região da Península da Indochina, o óleo é aplicado em dores de artrite e reumatismo, enquanto a inalação auxilia no tratamento de resfriados e rinite. Indonésios aplicam o óleo de cajeput externamente para queimaduras, cólicas, cólica, dor de ouvido, dor de cabeça, dor, doenças de pele e dor de dente.

Contraindicações e efeitos colaterais da melaleuca

Assim como todos os medicamentos, sejam eles fitoterápicos ou alopáticos, é possível que ocorram efeitos colaterais em alguns pacientes. Os efeitos já registrados incluem reações alérgicas, alterações hormonais, irritações cutâneas e sintomas gastrointestinais.

As reações alérgicas ocorrem com maior frequência em indivíduos que apresentam alergia ao cravo, ao eucalipto, a goiaba ou a pimenta, pois são considerados da mesma família de plantas. Quando isto ocorre, o paciente apresenta crises de urticária, erupções cutâneas, diarreias e inchaço.

História e curiosidades

Nativa da Austrália, a melaleuca é um remédio tradicional aborígene. O capitão James Cook conduziu uma expedição de navegação na qual usou as folhas da árvore como chá, razão pela qual a planta é mundialmente conhecida como árvore do chá (tea tree, em inglês).

Durante a Segunda Guerra Mundial, o óleo de melaleuca era usada por soldados australianos como desinfetante. O nome de gênero, Melaleuca, é de origem grega e significa “preto e branco”, em razão da cor do tronco de uma das principais espécies.

Referências:
Carson, C. F., K. A. Hammer, and T. V. Riley. “Melaleuca alternifolia (tea tree) oil: a review of antimicrobial and other medicinal properties.” Clinical microbiology reviews 19.1 (2006): 50-62.
Drugs.com: Tea Tree Oil
About Melaleuca Vitamins. Livestrong.
Negative Effects of Tea Tree Oil. Livestrong.
U.S. Department of Health and Human Services: Lavender and Tea Tree Oils May Cause Breast Growth in Boys



    1. mara says:

      oi, moro no interior de São Paulo, e gotaria muito de saber onde encontro essa erva pra vender,pois meus pais tem mais de 80 anos e tem muito problemas de saúde relacionada a eczema,sinusite, reumatismo,artrose,diabete,seria muito bom se tivéssemos acesso a melaleuca só não sei o espécie,por ter várias poderia me ajudar
      Moramos em São José dos Campos
      obrigada!

    2. Messias Ferreira says:

      Seria prazeiroso que se alguém conhecesse esta planta com outro nome esclarecesse aos demais leitores que, assim como eu, tomariam maior conhecimento com a mesma.

    3. Maria Lúcia says:

      Boa tsrde…
      gostaria de informações onde encontro o óleo de Melaleuca..moro no Rio de Janeiero.Se puder me ajudar , agradeço.
      abraços
      Lúcia

    4. Merieli says:

      Bom dia,
      estou fazendo meu trabalho de conclusão da faculdade sobre o óleo de melaleuca e estou fazendo citações do site de vocês e gostaria, se possível, saber quem foi autor deste artigo, para assim complementar minha pesquisa.
      Obrigada pela atenção
      Merieli Jacobs

      Réplica – Informações adicionais foram enviadas por e-mail. Att.

    Comentar

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    RESUMO:

    Benefícios e propriedades melaleuca (Melaleuca alternifolia), planta medicinal também conhecida como árvore-de-melaleuca, árvore-do-chá e tea tree.

    Revisado e atualizado em 19.11.2016.