Verônica: benefícios e propriedades medicinais

A verônica (Dalbergia subcymosa) é uma planta medicinal nativa do Brasil, Guiana Francesa, Guiana e Venezuela. Está também distribuída no Peru e Suriname. Pertence à família Dalbergiae.

Benefícios da planta verônica

A verônica pode ser usada internamente em forma de chá ou externamente em forma de compressas e banhos medicinais. Vez que é um potente anti-inflamatório, auxilia no tratamento de inflamações do útero, podendo ser ingerida em forma de chá medicinal, utilizando-se de sua entrecasca. Popularmente, o chá da verônica misturado a outras ervas, é utilizado para ‘banhos de assento’ para combater afecções genitais nas mulheres, assim como diminuir a sensação de dor. Uma das principais funções desta planta medicina é combater a anemia ferropriva (doença onde há carência de ferro).

A espécie Dalbergia subcymosa faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Combate a anemia ferropriva

Combate a anemia ferropriva, doença em que há carência de ferro e este não pode participar da formação da hemoglobina (que transporta oxigênio pelo sangue). A anemia ferropriva é muito comum na região amazônica e o chá da planta é largamente utilizado por conter grande quantidade de ferro solúvel em sua composição.

Estudos científicos

Houve relatos de que a planta era teratogênica, causando danos aos fetos em decorrência da ingestão do chá por mulheres gestantes, porem estudos recentes em ratas grávidas comprovaram que seu uso é seguro e não afeta o desenvolvimento pré-natal. Neste estudo, foi avaliado os possíveis efeitos de feto-toxicidade e distúrbios do desenvolvimento pós-natal das crias em ratos fêmeas entre os dias sexto e décimo quinta dia de gravidez, tratados por meio da decocção (40 mg) ou em 500ml de água destilada (quantidade por rato), via intubação gástrica.

Estudos maternos, fetais e neonatais sugeriram a ausência de fetotoxicidade no embrião e nenhuma perturbação de desenvolvimento pós-natal das crias, indicando que a bebida à base de verônica pode ser segura para uso humano como um anti-inflamatório¹.

Contraindicações e efeitos colaterais da verônica

Não foram relatados efeitos colaterais decorrentes do uso nas bibliografias consultadas.

¹ Effects of Dalbergia subcymosa Ducke decoction on rats and their offspring during pregnancy. PETERS, Vera Maria, GUERRA, Martha de Oliveira.

Comentários

Comentar