Própolis: propriedades e benefícios para a saúde

A própolis é uma substância produzida pelas abelhas, que coletam um tipo de resina que algumas árvores produzem para proteger o vegetal do ataque de insetos e fungos. Nas últimas décadas, os profissionais de saúde encontraram muitos pontos positivos para a saúde humana no uso da própolis como suplemento natural.

O que é a própolis?

As abelhas, ao coletarem a resina dessas árvores, levam-na para a colmeia para ser misturada à cera e outras secreções, formando a própolis, uma substância composta de aminoácidos, vitaminas e bioflavonoides e rica em propriedades antibacterianas e antifúngicas. Na colmeia, o composto é usado no preenchimento de falhas e rachaduras, que podem eventualmente servir de entrada ao frio, embalsamar insetos e abelhas intrusas ou até mesmo para recobrir as células que guardarão os ovos colocados pela abelha rainha.

Outra função muito importante da própolis na colmeia é a de eliminar microrganismos e demais agentes infecciosos da colmeia. As propriedades biológicas estão diretamente ligadas à sua composição química, que pode variar conforme o ambiente no qual a colmeia está inserida, tais como temperatura, clima, tipo de vegetação circundante, época e técnica utilizada na colheita, assim como a espécie da abelha, mas em sua totalidade a própolis é composta basicamente por material resinoso e balsâmico coletado dos ramos, flores, brotos e pólen, além de cera e secreções salivares das abelhas.

Propriedades imunoestimulantes da própolis

Muitos estudos feitos com a própolis comprovaram sua ação antibacteriana e a classificaram como um poderoso antibiótico. Sua grande vantagem em relação aos antibióticos comuns é que ele apenas ataca as bactérias prejudiciais à saúde, preservando as demais, incluindo as bactérias da flora intestinal. Outro fator importante é que as bactérias não criam resistência ao composto natural, como ocorre com os antibióticos sintéticos. O composto fortalece o sistema imune ao ser capaz de potencializar os efeitos antibióticos da penicilina.

Algumas pessoas consomem como um suplemento nutricional em forma de cápsulas por ser rica em aminoácidos, bioflavonoides, minerais e vitaminas. Os bioflavonoides presentes no composto são poderosos antioxidantes que fortalecem o sistema imunológico e ajudam a combater os radicais livres que danificam os glóbulos vermelhos saudáveis e prejudicam o organismo. Outra propriedade importante é sua ação efetiva contra bactérias como a Helicobacter pylori (causadora da gastrite), Salmonella, além de combater fungos como a Candida albicans e vírus da herpes e gripe, razão pela qual o composto é muito usado em épocas frias e no tratamento de doenças respiratórias.

Outros benefícios do própolis

A própolis é conhecida por auxiliar no crescimento de cabelos e unhas mais bonitas. As propriedades do composto também ajudam a promover uma melhor circulação no corpo, e algumas pessoas relatam aumento da vitalidade após a ingestão de suplementos. O uso tópico garante uma maior rapidez na cicatrização de feridas, queimaduras e úlceras de pele. Os médicos usam em casos de catarata e doenças virais. A própolis pode ser usada em qualquer tipo de tratamento bucal ou dentário, tais como controle da placa bacteriana e prevenção de cáries.

Alguns profissionais de saúde acreditam que o própolis seja eficaz contra tumores orais. Usado como enxaguante bucal, pode reduzir a inflamação e irritação nos tecidos das gengivas, lábios e garganta. Suas propriedades anti-inflamatórias tornam o composto viável para tratar infecções urinarias e intestinais, inchaços e úlceras gástricas. Novos estudos têm apontado sua eficácia na prevenção de certos tipos de câncer.

Onde comprar própolis?

O própolis pode ser encontrada no mercado de várias formas, uma delas é sob a forma de pastilhas, muito usadas como remédio para dor de garganta devido às suas propriedades antimicrobianas e antifúngicas. Também está disponível em cápsulas, e na forma líquida para uso tópico, no caso de sprays e enxaguantes bucais. A forma de creme tem inúmeras utilizações no tratamento de manchas, acne e psoríase, e para aliviar o desconforto de herpes. Cremes são versáteis e podem ser combinados com outros ingredientes naturais, tais como Aloe vera (babosa) para aumentar os efeitos calmantes.

História e curiosidades

Registros históricos mostram que o própolis era utilizado pelos egípcios e gregos como antisséptico e para embalsamar seus mortos, retardando a ação de agentes decompositores. Os incas a utilizavam em situações de febre e os legionários do Império Romano a usavam para curar feridas de batalhas. Os gregos, dentre eles Hipócrates, adotaram a própolis como cicatrizante interno e externo.

Plínio, um famoso historiador romano, refere-se a ela como um medicamento capaz de reduzir inchaços e aliviar dores. Os gregos chamavam própolis às portas de uma cidade (a palavra polis em grego significa cidade). Tempos depois, Plínio empregou esta palavra em latim para dar nome à cera extraída da polpa das árvores, com a qual as abelhas recobrem a entrada de suas colmeias a fim de protegê-las contra fungos e bactérias.

Referências:
Propolis. Herbswisdom.
Sforcin, J. M. “Propolis and the immune system: a review.” Journal of ethnopharmacology 113.1 (2007): 1-14.
Menezes, Hermes. “Propolis: uma revisão dos recentes estudos de suas propriedades farmacológicas.” Arq. Inst. Biol 72.3 (2005): 405-411.
Lustosa, Sarah R., et al. Propolis: atualizações sobre a química e a farmacologia.” Revista Brasileira de Farmacognosia 18.3 (2008): 447-454.

Comentários

Comentar