Soja: benefícios e propriedades medicinais

A soja (Glycine max) é uma planta também conhecida como feijão-da-China, soya (espanhol), soy e soyabean (inglês), sojabohne (alemão), dentre outros nomes populares. O nome popular faz referência à espécie Glycine soja. Já a espécie consumida amplamente é a Glycine max, uma estirpe selecionada, de qualidade superior, com maior teor de óleos e proteínas. Pertence a família Fabaceae.

Benefícios da soja

Além de ser um alimento nutritivo e rico em proteínas de fácil digestão, a soja pode auxiliar em dietas para perda de peso, redução de gordura e colesterol ruim e até mesmo prevenção do câncer e de várias outras doenças. A sua proteína pode ser utilizada como suplemento natural para a recuperação muscular. Pode prevenir ou retardar doenças que vêm com a idade avançada, incluindo certas formas de câncer, mal de Alzheimer e várias formas de doenças do coração, incluindo ataques cardíacos e derrames. Previne cancros hormonais, incluindo os da mama, bexiga, próstata e do cólon.

Acredita-se que o pó de proteína de soja pode contribuir para cortar os sintomas da menopausa nas mulheres e pesquisas tentam concluir se ela é capaz de proteger contra a osteoporose. Os antioxidantes combatem a formação de placas nos vasos sanguíneos, responsáveis por obstruir as vias e causar derrames e ataques cardíacos. Além disso, os antioxidantes encontrados no tecido da planta podem reduzir os sintomas da artrite.

Proteínas completas e aminoácidos essenciais

É um alimento que contém quantidades mínimas de gordura e colesterol, sendo rica em proteínas de fácil digestão. Os produtos à base de soja costumam ser ricos em antioxidantes e aminoácidos importantes, sendo muitas vezes apontados em estudos como responsáveis na prevenção de certas formas de câncer. As isoflavonas daidzeína e genisteína são encontradas em abundância. É um alimento conhecido como possuidor “proteínas completas”, ou seja, quaisquer aminoácidos que o corpo é incapaz de produzir por conta própria são encontrados no vegetal.

O corpo necessita de 20 aminoácidos para se sustentar, mas apenas 11 destes são produzidos naturalmente dentro do corpo. Os outros nove são encontrados em dietas. A soja é a única fonte vegetal que contém todos esses nove aminoácidos.

Subprodutos da soja

A Glycine max é base para diversos produtos, incluindo o leite de soja, o tofu, o miso e o molho tamari (tradicional na cozinha da Indonésia e outros países do Oriente), além de outros alimentos consumidos por todo o mundo. A Glycine max faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Contraindicações e efeitos colaterais da soja

Estudos preliminares apontaram que o consumo em excesso pode reduzir o número de espermatozoides e em alguns casos causar ginecomastia.

Comentários

Comentar