Arctium lappa (BARDANA)

ARCTIUM LAPPA

Nomes populares

Bardana, bardana-maior, baldrana, carrapicho-de-carneiro, carrapicho-grande, erva-dos-tinhosos, gobô, gobou, labaca, lapa, orelha-de-gigante, pegamassa, pegamoço, pega-nossa, perga-massos, pega-masso, ruibarbo-cigano, burdock e cockebleur (inglês).

Família

Asteraceae

Partes usadas

Raízes, folhas, folhas, frutos e óleo essencial.

Usos tradicionais

Abscesso, acne, câncer, cândida, caspa, catapora, caxumba, cistite, congestão linfática, contusões, deslocamentos, dor de garganta, dores comuns, eczema, edema, estafilococo, febre, gripe, gota, hipoglicemia, icterícia, inchaço glandular, inchaços no joelho, indigestão, infecções urinárias, irritabilidade, lombriga, obesidade, pele oleosa, pneumonia, prolapso uterino, psoríase, raiva, resfriados, reumatismo, sarampo, sarna, tosse, urticárias.

Propriedades medicinais da Arctium lappa

Afrodisíaco (agentes químicos que estimulam o desejo sexual)
Antibacteriano (impede ou inibe o desenvolvimento de bactérias)
Antifúngico (previne e trata micoses)
Anti-inflamatório (combate a inflamação nos tecidos)
Antipirético (previne ou reduz a febre, reduzindo a temperatura corporal)
Antitumoral (previne ou inibe a formação e crescimento de tumores)
Aperitivo (ingerido antes de uma refeição, ajuda a estimular o apetite)
Colagogo (contrai a vesícula biliar e estimula a evacuação da bílis para o intestino, facilitando a digestão de alimentos gordurosos)
Colerético (estimula a produção de secreção biliar)
Demulcente (protege as membranas mucosas e alivia as irritações)
Diaforético (induz a transpiração profunda; sudorífero)
Diurético (atua no rim, aumentando o volume e o grau do fluxo urinário)
Galactagogo (substância medicamentosa ou alimentar que favorece a secreção láctea)
Hipoglicemiante (hipoglicemiantes ou antidiabéticos são medicamentos usados para diminuir a quantidade de açúcar no sangue)
Laxativo (trata a constipação intestinal e a prisão de ventre)
Mucilaginosa (contém glúcidos que intumescem com a água, formando uma solução viscosa conhecida como mucilagem)
Rejuvenescedor (restaura o vigor e aparência, retardando o processo de envelhecimento)

Preparações

Chá, extrato, óleo essencial, cosméticos, pratos na culinária e tintura.

Contraindicações e efeitos colaterais

A bardana é uma erva segura na maioria dos casos. Pessoas que sofrem de alergias a plantas da família das Asteraceae (girassol e margarida, por exemplo), podem sofrem algumas reações alérgicas caso a consumam. Em casos extremos, o consumo de grandes quantidades pode ocasionar irritações na pele e olhos e, até mesmo, convulsões e parada respiratória.

Curiosidades

– A Arctium lappa é originária da Eurásia e pode atingir até dois metros de altura, sendo cultivada em regiões com clima temperado.

– A bardana é um dos principais alimentos da Dieta Macrobiótica.

– George de Mestral, inventor do velcro, colocou os carrapichos da bardana em seu cachorro e observou em sua lupa os ganchos curvados minúsculos.

– Durante a Revolução Industrial, a lapa era utilizada para purificar pessoas que ficavam muito tempo expostas à poluição emanada das indústrias e aliviar o cansaço diário.

Saiba mais

Bardana: benefícios e propriedades medicinais

Referências:
Imagem: Andrea Moro.
“Herbal Medicinals: A Clinician’s Guide”
The German Commission E. Bundesinstitut für Arzneimittel und Medizinprodukte.
Herbs. ZP.

Comentários

Comentar