Plantas Medicinais

As plantas medicinais são utilizadas como remédios naturais por humanos desde os tempos pré-históricos. As plantas produzem muitos compostos químicos úteis para funções biológicas e mais de 12.000 compostos ativos já são conhecidos pela ciência. Esses produtos químicos atuam no organismo humano da mesma forma que as drogas farmacêuticas, de modo que as ervas podem ser benéficas e possuírem efeitos colaterais menos nocivos quando comparadas a muitos drogas convencionais. As ervas podem ser usadas diretamente, ou em forma de chás, aplicações, e outros métodos, incluindo a forma de extrato, onde um ou mais constituintes químicos naturais são extraídos para ser utilizado medicinalmente. Também podem ser utilizadas como agentes para a síntese de fármacos e algumas moléculas orgânicas encontradas em vegetais também podem servir como modelo para drogas sintéticas. Historicamente, o valor medicinal foi testado por tentativa e erro, por diversas tribos indígenas, civilizações e comunidades. Abordagens modernas para determinar as propriedades curativas envolvem esforços de biólogos, botânicos, fitoterapeutas, antropólogos, químicos farmacêuticos e médicos. Muitos medicamentos modernos tiveram sua origem em plantas medicinais e a cada dia novas descobertas são reveladas.