Uva-comum: benefícios e propriedades medicinais

A uva-comum (Vitis vinifera) são as frutas das árvores conhecidas como videiras, sendo também conhecidas como grapes (inglês). Além das variedades de uvas da espécie Vitis vinifera, a “uva-comum” inclui outras espécies populares. Pertence a família Vitaceae.

Benefícios das uvas

As uvas são frutas comestíveis que crescem em cachos em pequenos arbustos ou trepadeiras nas zonas temperadas em todo o mundo e em todas as suas formas (in natura, sucos, vinhos, sementes e extratos de semente de uva) possuem poderosos antioxidantes naturais. Geralmente possuem pele lisa e suculenta; semeadas ou sem sementes, divididas em categorias de cor branca (que varia de amarelo-pálido, verde e verde-claro) ou vermelhas (variando da cor vermelha a roxo-preto). Incluem dezenas de variedades, cada um uma com características únicas.

O extrato da semente de uva-comum possui anti-inflamatórios naturais chamados de procianidinas. Em pacientes com fibromialgia, tais compostos ajudam a inibir a resposta inflamatória, reações químicas responsáveis pela dor. O óleo de uva é usado na aromaterapia e possui bom equilíbrio dos ácidos graxos oleico, linoleico, palmítico e esteárico, sendo um emoliente e tonificante para todos os tipos de pele. O extrato de semente de uva também é indicado para o Mal de Alzheimer, diabetes (controla os níveis de açúcar no sangue), hemorroidas, visão noturna além de proporcionar benefícios à pele, vez que possui ação antienvelhecimento ao proteger o colágeno e elastina da pele.

Resveratrol

As uvas possuem uma série de compostos fitomedicinais que aliviam a dor, reduzem a inflamação e protegem o sistema cardiovascular de danos. O trans-resveratrol, fitoalexina presente em algumas frutas e nos vinhos tintos, é capaz de reduzir as gorduras no sangue e inibir o desenvolvimento de certos tumores. O resveratrol é encontrado na casca das uvas vermelhas e também é um componente do vinho tinto, também produzido por síntese química e vendido como um suplemento nutricional. Estudos indicaram que as uvas da variedade muscadine podem conter altas concentrações de resveratrol e, que os vinhos produzidos dessas uvas, tinto e branco, podem conter mais de 40mg por litro.

Variedades de uva

A Vitis vinifera é nativa da região do Mediterrâneo, Espanha, Europa Central e Sudoeste da Ásia, sendo também a espécie de uva que produz mais de 99% (noventa e nove por cento) dos vinhos do mundo, sendo que as uvas-vermelhas e brancas podem ser usadas para fazer vinhos. Algumas variedades de uvas vermelhas incluem Merlot, Cabernet Sauvignon e Syrah. Algumas das variedades de uvas brancas incluem Chardonnay, Riesling, Chenin Blanc e Sylvaner. A espécie Vitis rotundifolia (uva-muscadine) é cultivada na parte sul dos Estados Unidos.

A Merlot é uma casta de uva tinta, de cor vermelho-púrpura, além de aroma denso e frutado. É uma das responsáveis pelas características dos vinhos tintos da região de Bordeaux, na França. A Cabernet sauvignon é uma casta de uvas da qual é fabricado vinho de alta qualidade. Também da região de Bordeaux, é a uva mais difundida no mundo, sendo encontrada em várias regiões do mundo, inclusive no Brasil. É conhecida como a “rainha as uvas tintas” e é resultado do cruzamento entre as uvas Cabernet Franc e Sauvignon Blanc.

A Vitis labrusca é uma espécie de videira de origem americana, encontrada no Canadá e nos Estados Unidos. Conhecida como cataúba, é muito utilizada para a produção de sucos, contudo, tal variedade não atinge boa quantidade de teor alcoólico e aroma agradável em sua fermentação, não sendo indicada para produção de vinhos de qualidade.

Contraindicações e efeitos colaterais das uvas

O extrato de semente e uva pode interagir com medicamentos prescritos para o fígado. Também pode interagir com anticoagulantes, deixando o sangue mais fino e, assim, aumentar o risco de sangramento, caso consumido junto com outros anticoagulantes tradicionais. Caso faça uso deste tipo de medicamento, consulte seu médico antes.

Referências:
University of Pittsburgh Medical Center: Resveratrol
University of Maryland Medical Center: Grape Seed
Memorial Sloan-Kettering Cancer Center: Grape Seed
Zhang HJ, Ji BP, Chen G, Zhou F, Luo YC, Yu HQ, Gao FY, Zhang ZP, Li HY. A combination of grape seed derived procyanidins and gypenosides alleviates insulin resistance in mice and HepG2 cells. J Food Sci. 2009;74(1):H1-7.

Comentários

1 Comentário

Comentar